02/04/2019

Em Santa Catarina, cães auxiliam corpo de Bombeiros em missões

CBKC, Informações, Raças,

Artigo Em Santa Catarina, cães auxiliam corpo de Bombeiros em missões - 2019-04-02

Raça Labrador retriever foi escolhida por seu talento, vigor e inteligência para auxílio em missões de busca e salvamento

  

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Santa Catarina (CBMSC) conta com o apoio de sete cães da raça Labrador retriever que se destacam nacionalmente pelo primoroso trabalho que realizam em missões de busca e resgate. São eles: Malu, Iron, Hunter, Zaara, Jhony, Chewbacca e Barney.

 

Segundo o Tenente Coronel Walter Parizotto, coordenador das atividades cinotécnicas do CBMSC, a escolha pela raça labrador foi uma sucessão de fatores positivos. “Inicialmente, temos uma linhagem de cães de trabalho que está indo para a sexta geração. Precisamos de cães multimissão que sejam dóceis, com um potencial olfativo imenso. Precisamos de um cão que busque alguém que nunca viu em um local onde ele nunca esteve em troca de carinho e brincadeiras”, pontua. Conhecidos pela sua versatilidade, doçura e parceria, os labradores são perfeitos para esta tarefa.

 

Os cães levam cerca de 18 meses para se prepararem para as provas de certificação de Cães de Trabalho. “Em média, atendemos cerca de 60 chamados por ano, na sua maioria pessoas perdidas em meio rural, colapso estrutural, deslizamentos, afogamentos e apoio em buscas de vítimas de crime”, informa Parizotto. 

 

Não é à toa que esses cães ficaram conhecidos nacionalmente. No rompimento da Barragem de Mariana, em 2015, e de Brumadinho, no começo deste ano, o Corpo de Bombeiros de Santa Catarina foi convocado para o trabalho de busca e resgate. Com um faro 40 vezes mais aguçado do que o dos humanos, cada um dos cães é capaz de realizar o trabalho de 30 homens durante uma operação.

 

Mas, isso tudo é fruto de muito trabalho e dedicação. Para manter a agilidade e o faro afinado, os cães são treinados desde cedo e contam uma rotina de treinamento semanal para reforçar os códigos e comandos necessários para o êxito das operações. 

 

Em 2019, o time ganhará o reforço de mais dois labradores que estão em fase final de treinamento. O Tenente Coronel Walter Parizotto estima que, em 2020, outros quatro labradores integrem a força-tarefa de cães de resgate da corporação.

 

“Os cães vivem com seus condutores desde filhotes”, reforça o Tenente Coronel. “Compensamos a fragilidade física desses animais com muito exercício e natação”, finaliza.

SOBRE A RAÇA

A raça Labrador está no grupo 8 - de cães retrievers, batedores e cães d’água. São animais fiéis, inteligentes, vigoroso e enfrentam facilmente qualquer tipo de terreno. Têm uma inteligência ímpar e são de fácil adestramento, sendo assim capazes de desenvolver múltiplas funções importantes como farejadores, cães de salvamento, cães-guia de cego e cães de assistência para pessoas com deficiência física. Outra característica importante é seu temperamento extremamente dócil e ausente de timidez. Saiba mais sobre o Padrão Internacional da Raça Labrador Retriever.

Artigo Em Santa Catarina, cães auxiliam corpo de Bombeiros em missões - 2019-04-02
Artigo Em Santa Catarina, cães auxiliam corpo de Bombeiros em missões - 2019-04-02
Artigo Em Santa Catarina, cães auxiliam corpo de Bombeiros em missões - 2019-04-02
Artigo Em Santa Catarina, cães auxiliam corpo de Bombeiros em missões - 2019-04-02

Todos os Direitos Reservados © 2019 - Designed by: Th-Project.com