Separamos algumas das perguntas frequentes que recebemos.


O termo Cinofilia possui duas interpretações. Uma delas define os admiradores de cães (do grego cino = cão e filia = amigo). A outra abrange o estudo e dedicação à criação e desenvolvimento das raças caninas.


Os cinófilos estão em busca constante de maior conhecimento e aperfeiçoamento sobre as raças caninas. Os estudos desenvolvidos pelo universo da Cinofilia abrangem comportamento do cão, psicologia canina, saúde dos cães, estudos das raças, etc.


Filiada a Fédération Cynologique Internationale – FCI, a Confederação Brasileira de Cinofilia – CBKC é a entidade mater no Brasil. A instituição cuida de padrões para criação, registros, emissão de pedigrees e exibição de raças de cães em exposições no Brasil.


Todo o processo é guiado com base na avaliação de padrões estabelecidos pelas associações de cinofilia. A padronização segue a risca a determinação da FCI e, por isso, a classificação das raças e pedigrees emitidos pela CBKC são reconhecidos em qualquer lugar do mundo.

• Congregar os cinófilos de sua jurisdição;

• Promover exposições e outras formas de aprimoramento das raças;

• Efetuar, por subdelegação, poderes às Federações ou Entidades Ecléticas Assemelhadas, serviços acessórios ao Registro Genealógico de cães de raça pura dentro da jurisdição que lhe foi determinada, sendo responsável pelos registros emitidos sob a sigla que o Serviço de Registro Genealógico da CBKC lhe confiar;

• Promover a Cinofilia através de atividades sociais e por meio de medidas efetivas de divulgação;

• Divulgar os padrões de raças aprovadas pela CBKC, no caso das Federações e Entidades Ecléticas, ou da raça da qual a Entidade é especializada;

• Arrecadar taxas pela prestação de serviços, quando for o caso, e contribuições de seus associados.

O pedigree é o registro genealógico de um cão de raça pura. Ele é atribuído aos filhotes de dois cães, que já possuem pedigree, pelo canil filiado à CBKC onde nasceram. No documento, consta o nome do cão, sua raça, nome do criador, do canil, dos pais, data de nascimento e os dados de sua árvore genealógica até a terceira geração.

Para saber se um cão tem pedigree, o proprietário deve checar se o canil onde obteve o cão está devidamente registrado na CBKC. Munido desta informação, ele deve levar a documentação até o Kennel Club da sua região e verificar a informação.

Filhotes cujos pais já tenham pedigree CBKC automaticamente já têm o direito a possuir o registro de raça pura. Munidos dessa informação, o proprietário deve se dirigir ao Kennel Club da sua região e dar entrada no pedido de registro. 

O pedigree é o Registro Geral do seu cão, seu documento de identificação. Em termos cinófilos, é também uma forma que a CBKC e demais confederações do sistema da Federation Cynologique Internationale - FCI utilizam para melhorar as raças, evitando problemas futuros com o seu animal de estimação, melhorando a raça, evitando a consanguinidade e outros problemas causados por cruzamentos inapropriados, como a displasia coxofemoral e outros problemas genéticos. 

Depois da documentação ser entregue, junto com o comprovante de pagamento da taxa administrativa para emissão de pedigree, o Kennel Club tem até 40 dias para enviar o material à CBKC. Uma vez recebidos, a CBKC retorna o documento em até 90 dias. 

Se seu cão de raça pura não tem pais com pedigree, ele pode sim receber um pedigree inicial. Você deve verificar com o Kennel Club da sua região o agendamento para uma avaliação com três árbitros da CBKC, que vão verificar se o seu animal está de acordo com o padrão internacional da raça. Depois disso, ele receberá o parecer que dá liberação ao pedigree. Procure o Kennel Clube mais próximo de você. Disponibilizamos todos os contatos e endereços.

Todos os Direitos Reservados © 2018 - Designed by: Th-Project.com